sábado, 24 de setembro de 2011

Laranja

Ser grande, forte, exata e feliz!
Mostrar o tamanho da minha alma.
Me mostrar... me expor... conhecer e conhecer-me
Seguir em frente
Despir minha alma
Apresentar ao mundo todas as minhas cores
Ir a luta... com força e fé...
Apostando, arriscando e vivendo.
Acreditando no laranja da minha juba leonina..
No vermelho do meu coração... e no branco da minha alma!
Viver grandemente.. com força e feliz...exatamente feliz!


Um lindo fim de semana pra você!


Música: Laranja
Composição: Maria Gadú
Interpretação: Maria Gadú e Leandro Léo





Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu
Simula um toque, que desabroche
Esse teu casto mastigado pelo meu
Se quer tamanho vou despir a alma 
E afogar a calma salivando um beijo teu
Siga a seta e diga que sou seu


Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu
Simula um toque, que desabroche
Esse teu casto mastigado pelo meu
Se quer tamanho vou despir a alma 
E afogar a calma salivando um beijo teu
Siga a seta e diga que sou seu


Venha sem chão me ensina a solidão de ser só dois
Depois te levo pra casa
Que o teu laranja é que me faz ficar bem mais


Ô menina, parece índia Ianomami seu cabelo preto breu
Simula um toque, que desabroche
Esse teu casto mastigado pelo meu
Se quer tamanho vou despir a alma 
E afogar a calma salivando um beijo teu
Siga a seta e diga que sou seu


Venha sem chão me ensina a solidão de ser só dois
Depois te levo pra casa
Que o teu laranja é que me faz ficar bem mais


Se quer tamanho vou despir a alma 
E afogar a calma salivando um beijo teu
Siga a seta e diga que sou seu


Se quer tamanho vou despir a alma 
E afogar a calma salivando um beijo teu
Siga a seta e diga que sou seu
Siga a seta e diga que sou seu
Siga a seta e diga que sou seu